publicidade

“Reforma Intestinal” é a nova aposta da medicina para uma saúde de ferro

Segundo o estudo, a tua disposição, humor e imunidade irão mudar radicalmente.

Juliane Romanini - Publicado: 30/01/2017 17:02 | Atualizado: 30/01/2017 17:13
51
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
publicidade

Se você tem ficado doente com facilidade, anda mais mal-humorado que o normal e sente aquela deprê bater de vez em quando, descobrimos quem poderá te defender.

Ela, a bactéria! Recentes estudos apontam que bactérias boas podem nos deixar mais saudáveis, mas para isso precisamos fazer a Reforma Intestinal. Calma, não precisa chamar o pedreiro.

– Ai meu Deus. Do que você está falando?

Bactérias Boas vs. Bactérias Más

Segundo o artigo do site The Human Microbiome Project, o corpo humano é lotado de bactérias e não há nada de errado nisso – quando elas são do bem, claro. Muitas delas estão no intestino e ajudam durante o processo de digestão, a manter a imunidade boa, fornecer energia e em outros pontos que dão um help na saúde.

Só que óbvio, existem as vilãs. De acordo com o estudo do Microbial Ecology in Health and Disease, algumas que vão além do trato intestinal acabam impactando em outras áreas (onde elas não foram chamadas).

publicidade

Essas inimigas do corpo humano podem estar relacionadas com inflamações, infecções e até doenças mentais, como a ansiedade e depressão.

publicidade

Produzindo as bactérias boas

Até algum tempo atrás, a ciência sempre pensou que esse microbioma, conjunto de bactérias e microorganismos que habitam nosso corpo, se formasse no começo da vida da pessoa de acordo com seus genes, maneira como foi alimentada, etc. Mas após um estudo com humanos e ratos, outros caminhos surgiram.

Segundo a nova pesquisa feita pelo Centro de Ciência do Genoma e Biologia de Sistemas nos Estados Unidos, é possível enriquecer esse grupo de bactérias que moram no trato intestinal por meio de uma alimentação cheia de verduras, legumes e fibras.

O estudo mostrou que o grupo de pessoas que estava tendo uma dieta cheia de calorias vazias, ou seja, comendo muita comida trash, tinha um microbioma “pobre”, com poucas bactérias que ajudam a dar um up na saúde e digestão. Já o mais controlado, que consumia tudo certinho, com cerca de 1.800 cal por dia, estava bem enriquecido.

Isso não quer dizer que começar a ter uma alimentação saudável irá mudar a situação do dia para noite, viu? Só que será um investimento a longo prazo que seu corpinho vai agradecer.

Coach, http://coach.nine.com.au/2017/01/16/13/47/gut-health-makeoverCoach

Como fazer a tal “Reforma”

Experimente fazer uma Reforma Intestinal, ou como os gringos preferem chamar “Gut Makeover“. Nada mais é que começar a ingerir mais alimentos saudáveis para reforçar o microbioma do seu corpo.

Você verá como sua disposição, humor e imunidade irão mudar. Segundo o artigo do The New York Times, as bactérias “boas”, quando estimuladas, trabalham para que você tenha uma vida mais disposta.

A nutricionista Meghan Jardine promove estudos e pesquisas sobre microbiomas saudáveis e reforça que é muito importante ter uma dieta rica em fibras.

“Quando você olha para populações que consomem comida de verdade, rica em fibras, verduras e legumes, você verá que eles têm um microbioma mais enriquecido”, disse a especialista para a publicação.

– Coma isso, coma isso!

– É, mãe… certa como sempre.

Fonte(s): The New York Times


Destaques do Alô, Alô? Testando!

51
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
É escrevendo que ela conhece o mundo, mas nas horas vagas também desvenda os mistérios nos milhares de livros que lê. Tem um inventário tremendo de bandas pouco conhecidas na cabeça. Sabe falar netfliquês fluentemente <3
publicidade

Comente!

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade