publicidade

Cadeirinhas de rodas para animais: Veja como adquirir gratuitamente

Também rola fazer você mesmo. Só não pode faltar amor.

Kelly Christi - Publicado: 01/04/2016 14:52 | Atualizado: 01/04/2016 15:32
5.656
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
publicidade

Já parou para pensar quantos animais são deficientes físicos?

Segundo artigo publicado na Sociedade Mineira Protetora dos Animais, muitos bichinhos com deficiência física acabam abandonados nas ruas, devido às exigências de cuidados e tratamentos caros.

Mas apesar da frieza de certas pessoas, algumas tomam o caminho oposto, procurando uma alternativa para melhorar a qualidade de vida desses bichinhos especiais. Um exemplo disso é a criação de cadeirinhas de rodas com materiais super acessíveis.

Captura de Tela 2016-04-01 às 14.32.18

publicidade

catraka

publicidade

1. Faça você mesmo uma cadeirinha de rodas

Se você tem ou conhece um animal com deficiência e gostaria de aprender a fazer uma cadeirinha mais simples, vale seguir a dica da Dani Navarro, uma das incentivadoras deste tipo de projeto, que compartilhou um e-book ensinando o passo a passo para a produção.

Dani criava cadeirinhas para cães junto com seu marido e as distribuía gratuitamente, no entanto, o projeto teve que ser finalizado por não darem conta da demanda. Para não deixar a ideia morrer, desenvolveram o tutorial, dando a possibilidade para qualquer pessoa fazer a cadeirinha em casa.

Utilizando materiais simples, como canos de pvc, barra de ferro, rodinhas de carrinho de feira e mangueira de borracha, você conseguirá montar a cadeirinha. O mais interessante é que nem precisa de muita habilidade, já que todo o processo se baseia em medir os tamanhos certos e encaixar os canos.

Para ver o passo a passo, basta clicar aqui.

cadeirinha_sososlteiros

ufsj

2. Mas se você não tem habilidade…

Além da iniciativa da Dani, o projeto “Anjos de rodinhas”, idealizado pelo vendedor Celso Hommer, em Pindamonhangaba, também já salvou a vida de muitos cachorros com deficiência física.

Celso começou a fazer as cadeiras como um hobby, motivado pela cadela atropelada de um amigo, e já doou mais de 600 cadeirinhas. A distribuição é gratuita para todo Brasil, só precisa entrar em contato para maiores informações e pedidos.

Para entrar em contato com eles, basta clicar aqui.

10401192_533309033517311_3400009309495082844_n

Anjosderodinha

3. Também tem para outros animais

Mas não são apenas os cachorrinhos que sofrem com a deficiência física, pensando também em outros animais que necessitam de cuidados especiais, os irmãos Richard e William Frank, criaram a “Dog Car“, no Rio de janeiro, para produzir cadeiras de rodas para todos os pets.

A ideia surgiu para socorrer um cachorro de uma amiga, que estava paralítico. Hoje, os irmãos atendem vários tipos de animais debilitados e já socorreram até um gambá. As cadeiras são feitas com material potente, por isso o custo é alto, o preço varia entre R$250 a R$1,2 mil.

Para entrar em contato com eles, basta clicar aqui.

cataleijadinho_sososlteiros

 

4. Adote um animalzinho com deficiência

Além de criar uma cadeirinha para um pet, você também pode dar amor e um lar para ele. O projeto Adote um pet com deficiênciaem parceria com o projeto Luiz Proteção Animal, promove feiras com cães e gatos que são idosos, têm doenças crônicas ou deficiência física para a adoção.

Para Giuliana Stefanini – uma das idealizadoras deste projeto – as pessoas não adotam um bichinho com deficiência por falta de informação e preconceito, logo as feiras são uma forma de mudar essa impressão, e têm sido bem recebidas pelas pessoas.

“ Não é um bicho de sete cabeças ter um animal deficiente. Ele só não é esteticamente perfeito, mas o amor e o carinho que ele tem a oferecer são os mesmos de um animal considerado normal. ”, afirma.

Para entrar em contato com eles, basta clicar aqui.

capacadeirarodas_sososlteiros

bol

Fonte(s): G1, G1, Pet Channel, SMPA


Destaques do Alô, Alô? Testando!

5.656
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
Cronista, jornalista, criadora do blog literário Pequenos Deleites, curiosa, louca por livros e sem paciência com paranoicos.
publicidade

Comente!

publicidade
publicidade
publicidade