publicidade

12 Dicas-e-Truques para nunca errar ao escolher o “Seguro Viagem”

Veja quais são as melhores empresas e como não entrar em frias ao viajar.

Estrangeira - Publicado: 06/04/2017 11:08 | Atualizado: 06/04/2017 11:08
41
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
publicidade

Quando planejamos uma viagem não imaginamos passar mal ou sofrer um acidente. Mas, infelizmente, imprevistos podem acontecer.

Para garantir que o perrengue e gasto não sejam enormes, o ideal é adquirir um seguro viagem antes de embarcar. Tais seguros costumam cobrir gastos com atendimentos médicos, exames, internações, medicamentos, emergências e até extravio de bagagens.

O blog Estrangeira reuniu nessa matéria 12 dicas valiosas sobre o Seguro Viagem. Afinal, ele é o nosso melhor amigo mundo afora. Se liga!

 

publicidade

1. Você já pode ter um seguro de viagem sem saber

É isso mesmo, pode ser que você já tenha um seguro viagem e nem faça ideia! Isso porque alguns cartões de crédito oferecem, gratuitamente, seguro viagem com coberturas simples para quem comprou passagem ou pagou taxas de embarque com o cartão. Para checar, basta ligar na central do seu cartão e perguntar.

publicidade

Segundo o blog de viagens Preciso Viajar, o seguro do cartão de crédito costuma ter as seguintes coberturas: adiantamento de despesas hospitalares, assistência farmacêutica e odontológica, assistência médica, envio de documentos e hospedagem em hotel após alta no hospital.

O blog Fora da Zona de Conforto adverte, no entanto, que esses seguros não incluem acidentes em esportes radicais ou cuidados com bagagem.

Não esqueça de solicitar que enviem o voucher ou contrato comprovando que você tem o seguro. Quando chegar na imigração do país estrangeiro é bem provável que peçam para ver esse papel e não adianta só mostrar o cartão de crédito.

Soy America, http://www.soyamerica.com.br/wp-content/uploads/2016/12/Seguro-viagem-cart%C3%A3o-de-cr%C3%A9dito.jpgSoy America

 

2. Descubra se o destino obriga a ter seguro viagem e/ou exige cobertura mínima

Apesar de ser opcional, em alguns países contratar seguro viagem é obrigatório. O seguro faz parte da documentação de entrada nesses locais e estar sem ele pode implicar em multas, chateação ou até ser mandado de volta.

Todos os países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen obrigam um seguro viagem que cubra, no mínimo, 30 mil euros. Para ver a lista completa dos países que fazem parto desse tratado, clique aqui.

Estados Unidos e países da América Latina, a priori, não exigem Seguro Viagem para estrangeiros. Mas as legislações mudam e nossa indicação é que você sempre pesquise antes de embarcar. Uma busca rápida no Google e em blogs de viagem pelo destino já te dirá se há obrigatoriedade de seguro viagem e/ou cobertura mínima.

Entre Milhas, http://www.entremalasemilhas.com.br/2016/07/os-5-melhores-site-de-pesquisa-para.htmlEntre Milhas

 

3. Pesquise preços por um buscador

Para nós, essa é a maneira mais eficaz de chegar ao melhor custo-benefício. Existem na rede diversos buscadores de seguro viagem. São sites onde você insere o continente de destino, datas da viagem e então verá uma lista com diversos seguros, com coberturas e preços diferentes.

Gostamos muito do buscador Real Seguro Viagem, porque o site é organizado e permite diversos métodos de pagamento. Também já utilizamos o Seguro Viagem Ideal.

Cantinho de Ná, http://cantinhodena.com.br/2014/09/real-seguro-viagem/Cantinho de Ná

 

4. Normalmente, o mais barato funciona

Essa afirmação pode ser polêmica, mas dizemos por experiência que, na maioria das vezes, o seguro mais baratinho da comparação funciona bem.

Cheque sempre se oferece a cobertura mínima exigida pelo destino e outros pontos importantes como extravio de malas e repatriação de corpo (falaremos nos próximos tópicos). Se está na dúvida entre um seguro ou outro, faça buscas simples na internet e com certeza encontrará experiências de usuários.

Atenção: se você já sabe que fará esportes radicais durante a viagem, opte pelos seguros que cobrem acidentes nesses casos. São mais caros, mas essenciais para o teu bem estar.

Nômades Digitais, http://nomadesdigitais.com/quer-adrenalina-confira-os-10-bungee-jumps-mais-altos-do-mundo/Nômades Digitais

 

5. Adquira um seguro que cubra repatriação de corpo

Repatriação de corpo significa enviar o corpo de alguém que morreu em um país estrangeiro de volta para o país de origem. É claro que ninguém gosta de pensar nisso e as chances são pequenas, mas é melhor prevenir do que remediar, né?

A maioria dos seguros internacionais oferece essa cobertura, mas cheque antes de adquirir. Sem isso, o traslado do corpo pode sair uma fortuna para os familiares, além de ser um processo mais burocrático.

Max Milhas, http://blog.maxmilhas.com.br/promocoes_/programa-amigo-avianca-oferece-500-pontos-para-novos-clientesMax Milhas

 

6. Também leve em consideração cobertura para danos e extravio de malas

Pela legislação, as companhias aéreas são obrigadas a te reembolsar valores por perdas e danos de bagagem. Mas a burocracia envolvida no processo faz com que, às vezes, seja tão difícil pedir esse dinheiro a ponto dos usuários desistirem.

Se o seguro viagem cobrir tais danos, vai ser muito mais fácil reaver teu dinheirinho. Você terá que ligar na central do seguro, dar o número do voucher e enviar uma série de documentos (é, não dá para fugir da burocracia). Porém, é mais simples e rápido do que lidar com as companhias aéreas.

Twicopy, https://twicopy.org/turismobetera/Twicopy

 

7. Sempre compre contando a data de saída dos vôos

Para economizar, muita gente compra o seguro viagem contando as datas em que estará em território estrangeiro. Ou seja, se os vôos são noturnos a pessoa não conta o dia que decola, mas sim o que aterriza. Isso está errado.

Sempre compre contando as datas de saída dos vôos. Mesmo que você só vá decolar no fim do dia, compre o seguro cobrindo a partir desse dia. Se algo acontecer com você ou tua bagagem durante o vôo e o seguro só começar a valer no dia seguinte, não conseguirá reembolso ou cobertura pela empresa contratada.

Youtube - Try Hello App, https://www.youtube.com/watch?v=cFS2H_H9Q1kYoutube - Try Hello App

 

8. Qual empresa é melhor?

Essa é uma pergunta com respostas variáveis, já que depende muito da experiência pessoal de cada passageiro. Indicamos sempre a GTA – Global Travel Assistance, porque já usamos os serviços deles em 3 viagens diferentes (uma vez no Egito e duas na Espanha) e em todas foi ótimo.

O atendimento telefônico é rápido, eles encaminham para hospitais bons, mandam médico no seu hotel se for o caso e cobrem gastos com remédios (o procedimento de reembolso é simples, quando fizemos apenas enviamos fotos das notas fiscais e em 5 dias nos pagaram).

Sempre usávamos a GTA porque costumava estar entre os seguros mais baratos, mas no último ano o valor subiu um pouco. Então, nas viagens mais recentes optamos pelos seguros Travel AceAssist Card.

O Travel Ace utilizamos quando pegamos uma infecção intestinal horrível na Bolívia. O atendimento foi bom e rápido, mas quando tentamos o reembolso dos remédios pediram uma quantidade tão absurda de documentos e formulários que desistimos. O seguro da Assist Card não chegamos a acionar.

Nada como a maravilhosa internet para reunir usuários com diversas histórias e experiências. Pesquise antes de comprar e fuja daqueles seguros que têm mais reclamações do que elogios (uma boa ideia é pesquisar no Reclame Aqui).

Reprodução | Reclame Aqui, https://www.reclameaqui.com.br/busca/?q=GTA%20-%20Global%20Travel%20AssistanceReprodução | Reclame Aqui

 

9. Ande com o voucher a viagem toda

Parece óbvio, mas imagina que perrengue comprar teu seguro viagem, chegar no destino, sofrer um acidente no meio do passeio e demorar para conseguir atendimento porque deixou o voucher dentro da mala, no hotel?

Sempre ande com uma cópia do voucher durante a viagem (em papel e no celular também). É ali que você tem acesso aos números de telefone para emergências e informações das coberturas do seguro.

The Huffington Post, http://www.huffingtonpost.com/norm-schriever/your-life-in-a-backpack-w_b_3685434.htmlThe Huffington Post

 

10. Coloque crédito no Skype para acionar o seguro

Quando você precisa acionar o seguro para qualquer atendimento deve ligar em uma das centrais, indicadas no voucher. Sabemos que muitas vezes viajamos para outro país e não acionamos roamming ou compramos chips locais.

A maneira mais rápida de ligar para o atendimento é via Skype, por chamada telefônica. Coloque um pouco de crédito na sua conta antes de sair do Brasil. Vale lembrar que você precisa de conexão à internet para ligar, como Wi-Fi, por exemplo.

Web Artigos, http://www.webartigos.com/artigos/como-usar-o-skype/142661/Web Artigos

– Escolha a quantia de créditos que deseja adicionar ao Skype

 

11. Deixe uma cópia do voucher com algum familiar ou amigo

Antes de embarcar, faça uma cópia do voucher e deixe com alguém de confiança. É importante que outra pessoa tenha os dados do teu seguro e números para emergência. Se acontecer algo e você só conseguir chamar essa pessoa no Whatsapp, ela pode ligar na central por você.

Qatar Living, http://www.qatarliving.com/services/computer-services/advert/photocopy-printing-scanning-spiral-binding-laminating-0Qatar Living

 

12. E nas viagens nacionais?

A maioria dos seguros também oferece planos para viagens dentro do território brasileiro. Honestamente nós nunca fizemos, mas é uma escolha arriscada. Se você tiver um plano de saúde que cubra o país todo não há necessidade de adquirir o seguro.

Por outro lado, se teu plano não cobre outras cidades/estados ou se você é apenas usuário do SUS é bom lembrar que a estrutura do atendimento público de saúde pode ser precária e demorada. Nesse caso, vai de cada um colocar na balança os preços dos seguros e o quanto vale se arriscar.

Investing, https://br.investing.com/news/indicadores-econ%C3%B4micos/ipca-tem-maior-alta-para-junho-em-19-anos,-de-0,79,-mas-abaixo-do-esperado-131245Investing

Fonte(s): Estrangeira, Preciso Viajar, Fora da Zona de Conforto
Imagem de capa: Entre Milhas


Destaques do Alô, Alô? Testando!

41
Clique no "joinha" para bombar este post!
1
0
0
Blog de viagens comandado por Gabi Torrezani e Fabia Fuzeti. Juntas elas viajam o mundo e dividem suas experiências, fotos e vídeos. Dicas de viagens econômicas e turismo LGBT. Acesse clicando aqui .
publicidade

Comente!

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade